Esperando nada

na minha mesa canetas espalhadas

muitas ideias sob a luz da janela

sozinho vejo a noite chegar

pra onde foram nossos sonhos?

um mundo tentando mudar

olha pra frente sem notar

que a grande mudança

sempre esteve ali a esperar

um segurar pra não viver

mas apenas evitar de perder

segurança de que?

se isolado esta pra ter

Muros altos formam ilhas

eu aqui de fora ando milhas

tentando ao léu entender

aonde está o perceber

bits e bytes, mil novas start ups

nenhum sentido em apps

onde foi que me perdi

talvez naquela encruzilhada

menos de você aqui

mais de nada sem sal

sonso desejo de sol

sem sede se afoga em si

Padrão

Antes da chuva

Ventania soprou

pessoas a voar

se agarravam

em árvores secas

algumas rodopiaram

como poeira de duna

outras persistiram agarradas

só adejando as pernas

subi olhando pro chão

céu amarelo tudo seco

laranja doce azeda

chuva que chega

eu que chego

não saio do lugar

te dei duas laranjas

e uma foto do ventar

Padrão

cidade sem alma

vi uma cidade

construída e arquitetada

não por mal gosto estético

mas um artificial desejo

gananciosos prédios vazios

onde o sol ali brilhava opaco

rodovias para lugar algum

banhada por um mar de sal

cidade desalmada

com estruturas cadenciadas

aço brilhante, pontes de concreto

vidraças azuis, império desolado

Padrão

Dias de pandemia

tinha dois livros

steinbeck

e uma biografia

juntei mais um outro e flanei pro sebo

busquei nas prateleiras

algum outro pra trocar

o gato não dormia

hoje nas estantes

no meio da poeira

encontrei cortazar

bem maltratado

pelo tempo

na prateleira com mais novos

saramago, foi minha escolha

algo novo pra ler

os manjus já tinham sido entregues.

anotei sobre o hidrogênio

a energia da moda

busquei vagas e

corri em volta do lago.

Padrão

demorei talvez

você não se apressou

eu fiquei

o resto se foi

eu não sei

e nada foi dito

mas tudo estava

bem falado

sem palavras

para acalmar

lógica

sem sentido

estranho indicio

sem um grande

fim

nem inicio

um grito no silêncio

um cheio do vazio

uma mudança inercial

aperto frouxo

Padrão

Throught celebrations

my soul have more than notes

my heart try to play together

heart and soul in sinchronicity

play a tune for celebrate life

bodies dancing throught the sun light

we made a fire at night to get fun

we take many dry leaves and get it big

it boiled the air into small nano particles

we lie in the earth feeling the spin

looking at the amazing infinity

we found the begining of an

endless search for meanings

we get the rough path trough gaps

we jump abysms without look back

fly foward just to rest in peace

pieces of cake for a morning coffee.

Padrão

Mulltiverses

If you read something I have write

Please just read once and forget

This just have a meaning while you

put your eyes at this words

and than trought it way to space

keep just the image you get from this

or just do not keep nothing at all

maybe it will be abstract,

the sound you hear

maybe the taste you prove

or whatever you create from it

then there you go with this

a poem made by thin film

a construction of doing a new

one new way to keep art rolling

a real creativity born without barriers

no model or conecting points at all

you will complement this words

and then it will be many worlds

Padrão

Jardim solar

Ruas de outros planetas

eu caminho pra distrair

passo por todos eles

e sempre volto a plutão

O sol agora tem jardim

tem um pasto atrás de mim

vacas encontro ao entardecer

e pousam pra foto e pra vce

vou além das hortas

vou até a pedra encontrar o asfalto

corro para o outro lado

só para celebrar meu fardo

Sou valente e vou em frente

agradeço e passo

Padrão

Lua companheira

Lua, lua, lua, só segues sua orbita

ou como um grande balão flutuas?

te admiro de minha janela, imaginando

interpretações absurdas sobre os desenhos

que formam suas crateras

Tu conversas com aquela estrela

pequenina do seu lado

um estrela companheira

que te enche de afago

tenta diminuir teu brilho

para parecer menos cheia

não faças isso lua

sua formosura nos presenteia

Se bronzeia na noite ao sol

e mais brilhante clareia

eu, você e a pequena estrela

dividindo ideias galácticas

Padrão